Split, Croácia

Depois de duas horinhas de balsa e uma saída no estilo de flash do porto, chegamos a Split. Que loucura! Quanta gente! Todo mundo chegando, saindo para Hvar, outras ilhas da Croácia e até mesmo Itália… Loucura, loucura.

Split, Croácia

Split, Croácia

Depois de nos perdemos, pra variar, conseguimos achar um estacionamento na boca da entrada da cidade murada e de quebra da entrada do basement halls do palácio Diocleciano e foi por lá que começamos nossa rápida visita a Split, já que 5 horas de estrada nos aguardava até Zagreb.

Split, Croácia

A visita do basement halls do palácio Diocleciano é feita em duas etapas: lado esquerdo e/ou depois lado direito. Nos dois lados existem inúmeras salas e mais salas que o imperador construiu para dormir devido a sua paranóia de ser assassinado durante o seu sono de beleza. Em algumas salas há pequenas peças em exposição, algumas tumbas, algumas colunas.

Split, Croácia
Split, Croácia
Split, Croácia

No lado direito há uma área aberta na qual dá pra dar uma espiadinha na catedral e no céu azul estonteante, é uma quebra na penumbra que se encontram as demais salas.

Split, Croácia
Split, Croácia

Terminando nossa visitinha pelo basement halls, passamos pelas barraquinhas com souvenirs e subimos as escadas para dar de cara com o vestíbulo. No vestíbulo que é uma formação circular com uma acústica incrível, tive a sorte de acompanhar um coral. Muito lindo ouvir como o som se propagava. Uma dica esse pequeno coral somente se apresenta no período da manhã, então é só se programar.

Split, Croácia

Como era sábado e Split tava super hiper cheio de pessoas turistando, desistimos de entrar na catedral de são Domnius. Aliás, a região da catedral é bem muvucada pois o conjunto é muito bonito e todo mundo quer tirar sua foto no melhor ângulo. Dá para entender.

Split, Croácia
Split, Croácia
Split, Croácia
Split, Croácia

Nós demos uma volta por de trás da catedral e tivemos a sorte de vermos um mosaico muito bonito e uma casa toda florida… Adorei a casa! Queria uma assim.

Split, Croácia
Split, Croácia

Passamos na frente do museu e demos a nossa paradinha para o almoço em uma área bem tranquila com uma sombra fresquinha.

Split, Croácia

Depois visitamos o templo de Júpiter, a entrada é paga, acho que são uns 3 Euros. Pequenino, mas com um teto lindamente trabalhado. Vale a pena a passadinha por lá.

Split, Croácia
Split, Croácia

Saindo dos quarteirões imperiais, fomos em direção ao golden gate, formado por estátuas e colunas. Passos à frente esta o Gregorius of Nin uma estátua gigantesca, que infelizmente estava em reforma e assim não pude esfregar no dedão do pé para boa sorte 🙁

Split, Croácia
Split, Croácia

Indo para a esquerda tem a capela Arnir, protegida por vidro, que contém um altar e sarcófagos esculpidos por Juraj Dalmatinac, um mestre renascentista.

Split, Croácia

De lá entramos novamente na parte murada da cidade, passamos por uma praca entre as ruas Kraj e Zadarska, e voltamos em direção à orla para pegar o carro e irmos embora.

Split, Croácia

Split, Croácia

Dica do estacionamento. Por uns 10 minutos ficamos procurando a maquininha para pagar o estacionamento e nada de achar a dita, na saída tem uma casinha sem vergonha onde um moço pede o papel… como na entrada era tudo automático, pensamos que a saída tb seria… cabeçudos 😀

Organize melhor sua viagem
  • Já reservou o seu Hotel? Nós usamos e recomendamos o Booking, melhor site para reserva e com opções em todos os lugares do mundo, além disso temos um post com nossas dicas de como escolher o melhor lugar para se hospedar.
  • Já garantiu as Entradas dos lugares que vai visitar? A melhor maneira de economizar tempo e dinheiro é comprar os tickets com antecedência, o TicketBar oferece os melhores descontos e opções nos melhores e mais conhecidos destinos do mundo.
Todas as indicações são de empresas parceiras, seguras, confiáveis e utilizadas por nós.

Viviane N M Amorina

Nasci em São Paulo/Brasil e me formei em Engenharia de Alimentos pela UNICAMP. Sempre gostei de viajar, com a vontade de conhecer mais do mundo. Hoje moro em Ettlingen na Alemanha, onde trabalho e divido meu tempo com minha filha, marido e viagens com família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *