Crítica do Filme “Guardiões da Galáxia Vol. 2 (Guardians of the Galaxy Vol. 2, 2017)”

Guardiões da Galáxia Vol. 2 (Guardians of the Galaxy Vol. 2, 2017) é um filme dirigido pelo James Gunn com atores Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Bradley Cooper e Vin Diesel. Continuação do primeiro filme de 2014, agora acompanhamos as novas aventuras dos super-heróis Star-Lord, Gamora, Drax, Rocket Raccoon e o Groot em sua versão mais fofa.

Neste volume 2, a equipe de guardiões tem que lugar para manter sua recém formada família, com adição de novos personagens e alguns inimigos da primeira história.

 

Temos duas perguntas que podem ser feitas logo de imediato: Seria Guardiões da Galáxia Vol. 2 mais um acerto da Marvel? Este segundo filme é tão divertido quanto o anterior?

Sim. E sim!

Mesmo que esteja distante da mitologia construída pelo Universo Cinematrográfico Marvel, conectando-se apenas pelas jóias dos infinito, os filmes dos Guardiões possui todas as características que gostamos no cinema da Casa das Idéias: respeito às origens nas Histórias em Quadrinhos, histórias leves, inteligentes e divertidas, tudo isso recheado com diversos Easter Eggs para deixar qualquer fã satisfeito.

E por falar em diversão, apesar de não ter mais aquele ar de novidade que o filme de 2014 tinha,  o diretor e escritor James Gunn continua a nos entreter da melhor maneira ao unir um ótimo roteiro, direção acertada, personagens carismático e a trilha sonora que queríamos ouvir. Tudo isso sem parecer que está forçando a mão, juntando esses elementos naturalmente para fazer a história andar, com respostas para cada ação em tela.

Inclusive as músicas escolhidas, uma das principais lembranças da estréia do Star-Lord no cinema, continuam a nos fazer dançar e sorrir sentandos nas poltronas, com a adição que agora percebemos mais claramente que as letras cantadas também contribuiem para o que estamos assistindo.

A química entre os personagens principais, interpretada por atores reais e computação gráfica, continua ótima. E a entrada de novos integrantes e aumento da participação de alguns secundários do primeiro filme não atrapalhou em nada essa qualidade.

Inclusive posso dizer que elementos mais complexos de drama e emoção foram muito melhor trabalhados.

Depois de vivenciar mais uma ótimo filme, agora só nos resta aguardar como será a união desse Univeso Cósmico Espacial com os outros filmes e super-heróis Marvel.

 

critica filme guardiões da galáxia vol. 2 - Cartaz

 

Organize melhor sua viagem
  • Já reservou o seu Hotel? Nós usamos e recomendamos o Booking, melhor site para reserva e com opções em todos os lugares do mundo, além disso temos um post com nossas dicas de como escolher o melhor lugar para se hospedar.
  • Já garantiu as Entradas dos lugares que vai visitar? A melhor maneira de economizar tempo e dinheiro é comprar os tickets com antecedência, o TicketBar oferece os melhores descontos e opções nos melhores e mais conhecidos destinos do mundo.
Todas as indicações são de empresas parceiras, seguras, confiáveis e utilizadas por nós.

Edson Amorina Jr

Nasci em Osasco/Brasil e me formei em Ciência da Computação pela UNICAMP. Sempre fui um amante de cinema e quadrinhos, hoje eu moro em Ettlingen na Alemanha e divido meu tempo entre cuidar de minha filha, esposa e viagens com família.

2 comentários em “Crítica do Filme “Guardiões da Galáxia Vol. 2 (Guardians of the Galaxy Vol. 2, 2017)”

  • 2 de maio de 2017 em 13:34
    Permalink

    Sai do cinema 100% segura que esse vai ser o melhor filme de heroi desse ano. O filme é espetacular, cheio de detalhes e o humor é absurdamente bem.colocado. fora a trilha…

    Ja estamos na discussao aqui se esse é o melhor filme da marvel de todos os tempos hahhahaa mas certeza esta no top3

    Le a crítica do Amigos do Forum também… 😉

    Resposta
    • 2 de maio de 2017 em 14:10
      Permalink

      Haha… não acho que seja o melhor filme da Marvel, eu diria que é Guerra Civil e colocaria o Guardiões 1 na frente. Fora que o Homem aranha 1, lá do Sam Raimi, ainda bate forte no coração… rs

      Vou ler a crítica do Luíde sim.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *