Islândia, dia 1 – Reykjanesbær, Blue Lagoon, Urriðafoss e Hvolsvöllur

Nós descemos no Aeroporto de Keflavík e depois de passarmos pela imigração e pegarmos o carro, era hora de começar nossa viagem de 5 dias pela parte sul e sudeste da Islândia.

Saindo do aeroporto, nossa primeira parada foi na cidade de Reykjanesbær em busca de algum supermercado ou loja aberta para fazermos uma compra antes de chegarmos na casa que alugamos. Porém como era domingo e feriado, tudo estava fechado e consequentemente a cidade estava deserta.

 

Reykjanesbær

Reykjanesbær é uma cidade como a maioria de toda Islândia, pequenina e à beira mar, e foi lá o nosso primeiro contato com a beleza exuberante do país.

Viagem Islandia Reykjanesbær
Viagem Islandia Reykjanesbær

 

Para quem ama rock, a dica na cidade é visitar o museu islandês do Rock ‘n’ Roll. Lá é contada a histórias de várias bandas do país, além da Bjork, como Of Monsters and Men (adoro!!), Sigur Rós e Sugarcubes. Xeretando, eu descobri que é possível comprar os tickets no site do museu com 20% de desconto.

De Reykjanesbær, nós fomos a um dos pontos mais famosos da Islândia , a Blue Lagoon (Lagoa Azul). Esse passeio é provavelmente uma das dobradinhas “Aeroporto + Atração” mais ofertados e feitos perto de Reykjavik.

 

Blue Lagoon (lagoa azul) em Grindavík

Na cidade de Grindavík, formada a partir do despejo da usina geotérmica do local , a lagoa de água quente e cor azulada passou ser frequentada pela população que acreditava nos poderes dermatológicos e medicinal de uma boa mergulhada. Com o passar dos anos, a empresa Blue Lagoon foi fundada para aproveitar o potencial turístico da lagoa e hoje conta com uma excelente infraestrutura para receber seus visitantes, formada por hotel, restaurante e spa.

Mas vamos para a parte prática: do aeroporto de Keflavík são somente 25 minutos de carro, que pode ser feito também através de transfers ou de tours. O estacionamento no local é gratuito, porém é necessário um pouco de paciência para achar uma vaga, estava bem cheio.

Viagem Islândia Blue Lagoon

 

E é bom comprar o ticket com antecedência, por dois motivos: custo e lotação. O primeiro ponto para ajudar o planejamento financeiro, já que dependendo da hora da visita, o preço pode variar. Já o segundo ponto é que os tickets são vendidos por horário e se esgotam quando o limite máximo de pessoas no período for atingido. É melhor prevenir do que ficar esperando por uma vaguinha na porta, né? Nós compramos os nossos tickets no site da Blue Lagoon com dois meses de antecedência e o pacote escolhido foi o Comfort. Crianças de até 13 anos, com adulto pagante, não pagam.

Antes de entrar propriamente na área da lagoa, a área externa dá um show de belezura, água absurdamente azul em contraste com a terra preta e verde musgo. Se não fosse pelo o nosso horário, a gente tinha ficado lá por mais um bom tempo tirando várias fotos.

Viagem Islândia Blue Lagoon
Viagem Islândia Blue Lagoon
Viagem Islândia Blue Lagoon
Viagem Islândia Blue Lagoon

 

No horário certinho entramos na fila e aí uma mais diquinha, preste atenção pois há uma fila para tours e uma fila para quem comprou o ingresso online. Não perca minutos preciosos que nem a gente! Depois de pegar a fila certa, nós fomos para a recepção, pegamos as nossas pulseiras, toalhas e fomos nos trocar.

Antes de ir para a área externa, há um lobby e um café com comidas de preços exorbitantes, quem quiser saciar a Genoveva e observar o pessoal, lá é o local.

Como a picurucha não via a hora de entrar na água, fomos direto para a mesma. Penduramos as toalhas no local indicado e…  UAU! A água tem uma cor verde linda, meio leitosa devido a sedimentação e é realmente quentinha, uma delícia.

Viagem Islândia Blue Lagoon
Viagem Islândia Blue Lagoon
Viagem Islândia Blue Lagoon

 

Crianças pequenas precisam usar boias. Além disso, toda hora eu entoava um mantra para a pequena não mergulhar a cabeça, pois devido a sílica e outros minerais, a água é bem arenosa e dá um leve desconforto ao molhar os olhos. Outro ponto é o cabelo. Li em vários lugares que se molhar a cabeleira, ela fica ressecada que nem palha. Para evitar o desastre, eu besuntei o meu cabelo e o da pequena com Moroccanoil (produto maravilhoso) e deu tudo certinho.

Depois de tanto cuidado e dicas, é hora de relaxar, usar as máscaras de sílica e de algas, que faz parte do pacote, e pegar uma bebida nos bares, sem sair da água quentinha. Só curtir!

Viagem Islândia Blue Lagoon
Viagem Islândia Blue Lagoon
Viagem Islândia Blue Lagoon

 

Apesar de receber muitos visitantes, a Blue Lagoon é grande o suficiente para você achar o seu lugarzinho e ficar sem ser incomodado. E outra coisa bem legal, é que a temperatura da água varia de acordo com o lugar em que estiver no complexo. E o clima frio da Islândia equilibra muito bem com o quentinho da água.

Depois de quase três horas por lá, já era hora de ir embora. E mais um mimo, nada como um banho com os produtos locais para completar a experiência.

E fomos em direção à Grindavík para visitar o Hópsnesviti.




Hópsnesviti em Grindavík

Hópsnesviti é um lindo farol de cor laranja construído em 1928. Eu o descobri e decidi visitá-lo devido a uma foto que vi no Instagram. E mesmo embaixo de uma chuva chata adorei!

Viagem Islândia Hópsnesviti em Grindavík

 

Para deixar o local mais legal, tem um navio naufragado bem próximo, que dá para ver bem de pertinho.

Viagem Islândia Hópsnesviti em Grindavík
Viagem Islândia Hópsnesviti em Grindavík

 

Depois disso, nós pegamos a estrada e a próxima parada foi na lindona Urriðafoss. (Ah! foss em islandês é cachoeira, então vocês vão ver muitas foss por aqui).

 

Urriðafoss

Urriðafoss é a cachoeira mais volumosa da Islândia, com uma queda d’água média de 350 m3/segundo. Ela também faz parte do rio mais longo do país, o Pjórsá, com a maior queda com altura de aproximadamente 6 metros.

Viagem Islândia Urriðafoss

 

Mesmo com tempo fechado, tinha um pessoal pescando na beira do rio, próximo a cachoeira. Eu não teria coragem, pois a força da água é tamanha que o barulho assusta. E o pessoal lá de boa pescando truta e salmão.

Viagem Islândia Urriðafoss

 

O frio deu uma apertadinha, mesmo sendo início de verão, e decidimos ir direto para Hvolsvöllur.

 

Hvolsvöllur

Hvolsvöllur parece ficar no meio do nada (quer dizer, realmente fica… rs), mas é numa região centralizada em relação aos outros pontos que planejamos visitar.

Ah! E foi lá que vimos pela primeira vez as fazendas com os belos cavalos islandeses, que inicialmente não estavam muito a fim de interação e nem deram bola quando paramos para vê-los.

Viagem Islândia Hvolsvöllur
Viagem Islândia Hvolsvöllur

 

Achamos então nossa cabaninha, deixamos a Genoveva satisfeita e fomos dormir para encerrar o primeiro dia viagem de Islândia!

 

E então, vamos para o dia 2 !

Não deixe de ler nosso planejamento de 5 dias de viagem pela Islândia.

 

Ofertas de Passeios na Islândia

 

Ofertas de Hospedagem na Islândia



Booking.com

 

Organize melhor sua viagem
  • Já reservou o seu Hotel? Nós usamos e recomendamos o Booking, melhor site para reserva e com opções em todos os lugares do mundo, além disso temos um post com nossas dicas de como escolher o melhor lugar para se hospedar.
  • Já garantiu as Entradas dos lugares que vai visitar? A melhor maneira de economizar tempo e dinheiro é comprar os tickets com antecedência, o TicketBar oferece os melhores descontos e opções nos melhores e mais conhecidos destinos do mundo.
Todas as indicações são de empresas parceiras, seguras, confiáveis e utilizadas por nós.

Viviane N M Amorina

Nasci em São Paulo/Brasil e me formei em Engenharia de Alimentos pela UNICAMP. Sempre gostei de viajar, com a vontade de conhecer mais do mundo. Hoje moro em Ettlingen na Alemanha, onde trabalho e divido meu tempo com minha filha, marido e viagens com família.

16 comentários em “Islândia, dia 1 – Reykjanesbær, Blue Lagoon, Urriðafoss e Hvolsvöllur

  • 7 de outubro de 2017 em 11:40
    Permalink

    Amei o post. Nunca cogitei conhecer a Islândia mas semana passado estive na Dinamarca e me animei a conhecer os países “lá de cima”. Quem sabe a Islândia não será o próximo?

    Bjs
    Dani Bispo
    abolonhesa.com

    Resposta
  • 8 de outubro de 2017 em 08:20
    Permalink

    uma viagem pela Islândia é sempre incrível e a de vocês parece ter sido, eu perdi a chance de ir a Blue Lagoon, mas felizmente conheci a Secret Lagoon, quero voltar ao país em breve!

    Resposta
  • 8 de outubro de 2017 em 09:14
    Permalink

    Blue Lagoon – quero ir já!!! Que coisa mais linda….fiquei encantada com o lugar e as fotos estão lindas demais. Parabéns!

    Resposta
  • 8 de outubro de 2017 em 15:06
    Permalink

    Que viagem incrível e passeios maravilhosos. Eu sonho ir a esta lagoa de água leitosa, heheheh. Deve ser uma delícia e aproveitei aqui com vocês lendo o relato. Muito bom.

    Resposta
  • 9 de outubro de 2017 em 09:02
    Permalink

    Aiii morro de vontade de conhecer esse lugar único!! Seu post super completo me deixou branca de inveja!! Parabéns pelo post!

    Resposta
  • 9 de outubro de 2017 em 10:52
    Permalink

    Nossa, que incrível! Isso de molhar a cabeleira acontece também no deserto do atacama nas lagunas de sal.. eu sai com o cabelo duro e branco hahahah
    parabéns pelo post!

    Resposta
  • 9 de outubro de 2017 em 11:08
    Permalink

    Realmente achei demais a sua viagem , apesar de nem saber pronunciar esses nomes, rsss. Fiquei curiosa, e para sair dessa água quentinha, é tranquilo?

    Resposta
  • 9 de outubro de 2017 em 11:37
    Permalink

    Islândia deve ser um sonho, ao menos pra mim é e bastante (risos). Quero muito conhecer e está na minha lista de prioridades mais que urgentes. Adorei as fotos e o texto está ótimo! Abraços!

    Resposta
  • 9 de outubro de 2017 em 12:23
    Permalink

    islandia sua linda, sonho de consumo eterno da minha vida. espero conhece-la ano que vem no verão para pegar o sol da meia noite! eu adoraria boiar nessa blue lagoon ai mas vai danificar tanto meu cabelo q meodeos nem sonhando haueah
    ps: amo Of Monsters and Men e nem sabia q era dai aheuahe mais uma razao para conhecer o museu!

    Resposta
    • 10 de outubro de 2017 em 04:06
      Permalink

      Hahaha… só consegui imaginar o rastro colorido do seu cabelo enquanto você afunda … Sry 🙁 rs

      Resposta
  • 10 de outubro de 2017 em 08:44
    Permalink

    Não basta levar um choque térmico, tem que levar a pequena também! hahaha Amei demais!

    A dica do horário vou levar pra vida! Com certeza, vou usar. 🙂

    Resposta
  • 10 de outubro de 2017 em 15:27
    Permalink

    Que lindo o seu post, adorei saber um pouco mais desse pedacinho tão peculiar do mundo e as fotos estão demaaaais. Espero um dia poder conhecer esse país, abs!

    Resposta
  • 11 de outubro de 2017 em 16:02
    Permalink

    Há muito que sonho visitar a Islândia! Esse país não muito distante recheado com paisagens do outro mundo fascina-me! Gostei muito deste roteiro! Pens as fotos não terem mais um pouco de sol 🙂

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *